sexta-feira, 20 de junho de 2008

Nós somos o herói


Agora que estou ganhando um pouco mais, me dei o luxo de comprar uns quadrinhos. Não fazia isso desde 95, mais ou menos.

O problema de comprar quadrinhos é que você começa a querer comprar mais e mais quadrinhos diferentes, porque todas as revistas de uma editora estão interligadas e você fica com curiosidade de entender a história por todos os pontos de vista. E com todas as fontes de informação. Isto nem vai ser importante neste post, estou me controlando e comprando só um título por mês, Novos Vingadores, e mais um especial qualquer que saia.

Daí hoje peguei na mão a minha fresquinha Novos Vingadores nº 53. Na capa, Might Thor (ele mesmo: Thor, o deus do trovão), em sua versão reformulada. Mudaram quase nada na aparência, tentaram deixar parecido com o clássico. Nisso, também resgataram um negócio clássico, seu alter-ego Doutor Donald Blake.

Só pra explicar pra quem não conhece lhufas - e isso é importante pra entender o post inteiro - o Donald Blake é um médico, manco, que acha o martelo do Thor numa viagem aos países nórdicos. A partir disso ele se torna o vínculo do Thor com nosso mundo. Quando ele batia sua bengala no chão, caía um raio do céu e ele virava o Thor, foderosasso mór que na real era o mais foda dos Vingadores.

Agora, o ponto todo é o seguinte: sacou a brincadeira do "médico manco"?

O Thor é um personagem da editora Marvel, assim como o Hulk, o Homem Aranha, o Capitão América, o Wolverine, o Demolidor e o Homem de Ferro. Eles são muito diferentes dos personagens da editora rival, a DC Comics. Na DC estão o Super-Homem, o Batman, o Lanterna Verde, o Flash, a Mulher Maravilha e outros mais.

Qual a diferença fundamental entre os heróis dessas duas editoras? Os alter-egos. O que eles são quando não estão salvando o mundo como heróis.

Os da DC são sempre bem-sucedidos, altos, fortes, bem barbeados e, na minha opinião, republicanos. Como heróis, são os caras de capa comprida e sorriso no rosto, cores alegres. Óculos, só como disfarce. Cabelos compridos, uma exclusividade e obrigação das mulheres. Sim, o Batman é a excessão de quase tudo isso, não à toa é o mais profundo de todos. Mas ninguém aqui reclamaria se tivesse a grana, as mulheres e o físico do Bruce Wayne.

Já os caras da Marvel são todos uns outsiders na vida pessoal. O Capitão América era um magrelo fracote que se propôs a uma experiência sem muitas perspectivas. O Aranha era o nerd (e, claro, virgem) da sala de aula, zoado por todos. O Bruce Banner era pior ainda, cientista que não comia ninguém, apaixonado pela filha do general, e quando conseguiu seus poderes foi virar logo o Hulk, que perde no teste de QI pra qualquer chimpanzé, tá quase pelado sempre e é caçado pelo sogrão. O Demolidor era um moleque que tentou fazer uma caridade salvando um velhinho dum atropelamento e acabou cego. O melhorzinho é o Tony Stark, que teve um problema com o coração e só sobrevivia usando a armadura do Homem de Ferro. E pra completar é alcólatra. Resumindo, só cara que se fode.

Daí vem a minha opinião. Os heróis da Marvel não são os super-heróis, mas os alter-egos. Eles são mais humanos que tudo, eles são os caras que salvam o mundo dos alienígenas à tarde e tomam um fora da loira tesuda à noite. Eles são como nós.

Nós que somos mancos, míopes, magrelos e gordinhos, feios, mal-barbeados. Nós somos os alter-egos. E, numa tarde de trampo, num fim de semana, nos descobrimos heróis. Sejamos realistas: os fortões, bonitões, os Beckhans, eles nunca estão lá salvando o dia. É chato torcer pra esses caras. Eles são babacas que só fazem parecer menor quem não é como eles.

O Donald Blake foi reeditado recentemente. Você não sabe, mas deve ser apaixonado por ele.
Bem humano, falhas e defeitos que não chegam nem perto de seu heroísmo. Médico manco genial. Afinal, você é ou não é fã de House?

7 comentários:

Bruno disse...

Muito bom, Wolvie.
Fazia tempo que vc tinha que colocar no papel (?) sua refinada visão das representações da Marvel x DC.
Jogou em casa, na sua especialidade e fez um texto bem legal de ler, que podia ser um ensaio gigante que ia agradar tb.

Jab Vortex disse...

Cê sabe que eu adoro a Marvel Wolvie e essa discussão é velha e longa. Mas só pra criar um contraponto rápido:
Não quero heróis pernetas ou alcoólicos. Quando olho pra tattoo do Batman no meu pulso lembro de um ideal. Quadrinhos realistas são ótimos, mas quando o assunto é heróis eu quero heróis não um House que vira deus...

S. disse...

Marvel, como sempre ruleia.

Mas vou dar um ponto aqui pra DC: suas graphics novels. Que, em geral, mostram esse lado mais humano de seus herois. Alias, me lembrei de um que nem e um dos melhores da DC, Red Son (que conta o que aconteceria se o Superman tivesse caido na URSS).

Detalhe para a passagem rapida de Bruce Wayne (aquele ali sim tinha razao pra virar o Batman) e a mentalidade fragil que o Superman tem na verdade

Roberto Wolvie disse...

Respondendo todos ao mesmo tempo: O bom de Marvel é que sim, ela também tem heróis e ideais. A DC é que não tem alter-egos e dúvidas.

Frida Freak disse...

nem me fale, quadrinhos sao a minha perdição!

Carlos EJT Vázquez disse...

A velha discussão Marvel x DC...
Td isso que vc flw é o motivo da Marvel ser o sucesso que é hoje. Sim, foi a Marvel que começou esse papo de heróis com conflitos pessoais, com destaque pra a Soap Opera que era a revista Spiderman, mas a DC tem uma variedade imensa de personagens!
Em 1938 o Superman surgiu pela DC, foi criado o conceito de "super-herói". A maioria dos mais famosos heróis da DC foi criada naquela época, quando o conceito estava engatinhando. E mesmo assim alguns heróis tinham sim seus dramas pessoais (rasos, mas tinham).
De lá pra cá muita coisa mudou e a DC ganhou uma infinidade de personagens dos mais variados. E outros clássicos foram melhor desenvolvidos, reformulados e etc. Hoje em dia o Universo Marvel e o Universo DC tem equivalencias em td, não tem como partir desse principio para falar que a Marvel ou a DC sejam melhores. A DC tem vários heróis que na verdade são pessoas fudidas, como o Metamorpho, o Morceho-Humano, o Sandman (E nem to falando do morpheus, estou deixando Vertigo pra lá pra não apelar) e muitos outros.
O negocio é que nas duas editoras os personagens de maior destaque foram criados nos primeiros anos de existencia. A Marvel, por ter sido fundada uns 20 anos depois, tem personagens principais muito mais profundos que a DC (sempre excetuando o Batman, claro), mas os universos das 2 como um todo tem equivalencias em praticamente td!
A Marvel inclusive tem um monte de personagens que são claras homenagens ao Superman!

Carlos EJT Vázquez disse...

E, claro, respeito tua opinião. "O que sería do azul se todos gostassem do verde?"