quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Um post de amenidades


Eu tenho uma pressão de sempre escrever coisas que eu julgue "relevantes" nesse blog.
A ideia dele nasceu do fato de muitas vezes eu fazer pequenas dissertações quando conversava bebendo com os amigos. Mais precisamente, quem me aconselhou depois de uma bela conversa dessas foi o Brunão (@brunoip no twitter).

Daí que o negócio é que depois disso eu fiquei meio que com um Comitê Avaliador dentro da minha cabeça. Não consegui fazer aquele lance pro qual os blogs foram criados: falar amenidades, coisas pequenas, sem importância.
Eu sempre tento dar um peso maior, busco sempre uma linha de raciocínio mais intrincada. Nunca rola um "Ah, diazinho bão, daria tudo por um sorvete de limão agora."

Só que, claro, isso reduz demais o número de vezes que posto no blog. Essas linhas maiores de raciocínio vêm justo nos momentos de encontros e devaneios, quando que vou eu parar a balada e falar: "Não, peraê, segura tudo, vou escrever ali no escritório e já volto."?

E, quando estou de frente para o computador, também não rolam grandes diálogos internos que justifiquem um post. Só as amenidades mais chatas, vida de escritório.

Eu escrevi tudo isso até agora pelo simples fato que quis escrever qualquer bobeira. Qualquer coisinha despretenciosa. E lá vem o superego me falando: "Vai escrever sobre qual vai ser o almoço? Vai diluir tudo que você já escreveu aqui agora com uma simples vontade gastronômica? Mas, por outro lado, faz tempo que você não escreve lá, hein? Tô achando que você perdeu o jeito, perdeu a mão. Agora só sabe de escrever a trabalho. Que decepção, hein? Vai almoçar logo e desencana de tentar escrever blog, não é tua praia."

Sim, meu superego é severo. Ele é escorpiano, e de macaco - como eu, claro. Embora todo superego seja também capricorniano, assim como todo id é meio ariano/meio escorpiano.

Logo saiu de dentro da cabeça a meia solução. Uma meia ideia como muitas que renderam ótimos posts aqui. A ideia é só a massa, depois que sai do forno a gente descobre se cresceu ou não. E minha meia ideia aqui foi essa canalha, de escrever como é fogo pra mim simplesmente escrever o seguinte:

"Estou indo almoçar com a ReBiscoito. O último almoço foi demais, rimos muito. Acho que hoje vai ser tão gostoso quanto. São esses momentos de felicidade compacta no meio do dia que me fazem ter saco pra aguentar as horas antes e as horas depois. See ya."

10 comentários:

rebiscoito disse...

Ai morri! Que gostoso :)
Tenho que comentar rápido pq vc esta vindo aqui pra gente almoçar mas...Cara! Esse é um grande problema pra mim. Sempre que escrevo no blog, quero escrever algo extraordinário (por isso só escrevo quando as minhas histórias acontecem e/ou continuam) mas a galera reclama que eu posto pouco...Daí não sei o que fazer. Escrever algo medianos (que seriam as amenidades) e tirar um pouco na 'qualidade' do blog ou...Postar mais, estar mais presente, e fazer as pessoas gostarem de tudo? Comecei isso agora no meu blog. Fiz uma nova sessão chamada "achados e perdidos" que será mais breve (e espero que mais frequente) e vou pensar em outras soluções rápidas assim, só pra chegar e dizer: oi, to aqui postando, espero que gostem!

...do seu eu gostei. Beijão! <3

Vitor disse...

Ainda me deve um happy hour!

Bigode disse...

Bom te encontrar por aqui, mermão.

Bigode disse...

Olha um primo do seu post aqui:
http://bigodecomprido.blogspot.com/2008/02/blog-post.html

Fecespedes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fecespedes disse...

Eu tb sinto esse bafo no cangote. É um monstro que você alimenta quando filhote e que depois te devora. Bom saber que estamos na mesma!

neferthais disse...

eu tenho escrito tao pouco devido a minha autocritica ferrenha. odeio isso, e sei que o povo nem le muito. aliás, precisamos por o sorvete em dia. malaê, essa vida corrida às vezes me mata.

Elton Menezes Severo disse...

Porque a arte de escrever é um verdadeiro desafio. E o pior é que adoramos. Um abraço.

Impressões disse...

... é q os posts pessoais pouco falam para as pessoas que não nos conhecem.
Ok, as pessoas não tem mesmo que ficar lendo os blogs alheios e desconhecidos. =D
Parabéns pelo blog!

Impressões disse...

Ah Roberto, que pergunta difícil essa!
Eu não lembro bem como cheguei, mas com certeza foi guiada pelo que temos em comum, a curiosidade. hahaha
Obrigada pelo comentário... vc tem razão, e sendo assim continuarei lendo o seu. =D
Até +